A maneira como comemos muda o planeta. Se prestarmos atenção, o que levamos ao prato é uma esperança (ou não) para o futuro. A alimentação consciente é uma ideia simples que poucos de nós levam em consideração quando vamos ao supermercado.

Nosso propósito com esse texto é levantar a bandeira da sustentabilidade iniciando em pequenas práticas no nosso dia a dia, como na nossa alimentação. Além de podermos melhorar a relação do ser humano com a natureza, acabamos por beneficiar também o nosso corpo, nutrindo-o de forma mais saudável e consciente.

As decisões que você toma hoje sobre o que come terão um grande impacto em sua saúde futura. A comida desempenha um fator decisivo nas doenças do estilo de vida moderno, até porque “você é o que come”. 

O próximo passo em nossa consciência de humanidade deve se expandir em direção ao reequilíbrio dos recursos naturais do planeta. A próxima mordida que você der aumenta a saúde do planeta ou o empurra em direção à deterioração. 

Por isso, comer inconscientemente faz mal ao meio ambiente. A alimentação consciente coloca o planeta no caminho da renovação e do bem-estar. Podemos curar o meio ambiente pensando nos processos que são utilizados para a produção de alimentos, roupas e produtos no geral.

Saúde da Terra

A saúde dos solos, da água e das florestas em todo o mundo é essencial para manter todo o planeta em equilíbrio. O que acontece aqui no Brasil influencia diretamente no resto do mundo e vice e versa. 

Isso porque cada microbioma está intrinsecamente conectado a outros microbiomas, ligando assim todos os organismos vivos. Microbioma são todos os microrganismos (bactérias, fungos e vírus) que estão em um local específico, como no intestino humano, no solo, na água ou no ar. 

Portanto precisamos entender que os microrganismos são extremamente benéficos e essenciais para a manutenção da saúde e equilíbrio de todos os seres vivos. Eles só causam doenças nos seres humanos quando “retirados” dos seus sistemas individuais.

Podemos ver isso em doenças como a AIDS, que é causada pelo vírus HIV, que está presente naturalmente no sistema imunológico de chimpanzés e do macaco-verde africano. E outros tantos vírus que estão presentes em aves, cavalos, porcos e morcegos.

Mas essa “interação” dos microrganismos só acontece porque os humanos possuem a incoerente ideia de que podem dominar e mudar a natureza de acordo com o que quisermos fazer.

A sobrevivência humana depende de permanecer em equilíbrio com a natureza, que é a grande sustentadora e curadora. A industrialização da vida humana, que tem aumentado exponencialmente em todo o mundo, deu origem a um descuido desrespeito ao bioma planetário. 

Principalmente com a produção de alimentos, pois reduz a abundância de plantas e espécies que temos disponíveis, a uma pequena quantidade de alimentos, como trigo, arroz e soja. Transformando terras selvagens, em terras cultivadas, trabalhadas com tóxicos e desmatamento.

O bioma planetário é o que mantém a vida em equilíbrio, e a natureza é a única força grande o suficiente para fazer esse trabalho. Por bilhões de anos, um bioma consistindo de bilhões de espécies em nível microscópico existiu em equilíbrio.

Por mais que demore, os humanos aprenderão a pensar e construir com equilíbrio. A conscientização é o primeiro passo para a mudança. Por isso o consumidor detém o poder da mudança e, se você comer conscientemente, estará empurrando o sistema na direção certa.

Alimentação consciente

Alimentação consciente significa alimentos orgânicos, produzidos localmente levando em consideração uma agricultura saudável ​​e rebanhos saudáveis. Visando também ampliar a variedade de alimentos, como dissemos no outro post.

Sabemos que isso parece um sonho. As gôndolas ainda são dominadas por alimentos processados, aditivos químicos e todos os tipos de produtos e carnes que usam antibióticos, fertilizantes químicos e pesticidas em sua produção.

Mas apenas a mudança de consciência e consumo funcionará, e tal mudança ocorre uma pessoa por vez. Mudar seus hábitos alimentares parece um pequeno passo, mas trazer essas percepções a sua consciência tem consequências importantes.

Prefira viver uma vida mais natural e sem produtos químicos, aumente sua força e vitalidade. Viver em um estado tão consciente, sem se isolar do amor e do sentimento de união, pertencimento e presença.

Em outras palavras, temos responsabilidade, com o nosso corpo e com o meio ambiente, de comprar e consumir menos itens processados e industrializados.

Permita que seu corpo, mente e alma irradie energia, poder e luz, então você estará automaticamente protegido e dissipará a negatividade do seu entorno. Por isso conte com um Arcanjoterapeuta para buscar esse equilíbrio e força.

Escrito por: Equipe Arcanjoterapia

Você também pode gostar: