É possível uma pessoa ressignificar traumas? Uma pessoa pode ter passado por uma situação difícil na vida, de forte impacto emocional e ainda assim conseguir sair disso sem sofrer? Prosseguir com a vida de maneira positiva sem guardar esses momentos na memória?

Primeiramente vamos entender o que é um trauma. Traumas são acontecimentos da vida de alguma pessoa que proporcionou forte impacto emocional. Da mesma forma que temos memória racional, nosso corpo também guarda memórias emocionais. Como sentir cheiro de um bolo e lembrar da sensação de carinho quando comia esse tal bolo na casa dos avós quando criança. Além da parte racional como números e dados, nosso cérebro é capaz de armazenar informações com as duas conotações: emocional e racional.

Porém, quando existem traumas, esse processo foi gravado no cérebro de forma negativa, “salvando” as sensações ruins do exato momento que o fato aconteceu. Então, todas as vezes que você lembrar desse momento ou de algo desperte essa lembrança, os gatilhos, a memória ativa um processo que traz a tona a dor e o sofrimento. Ocasionando um novo transtorno.

E isso pode servir tanto de uma forma equilibrada como de uma forma desequilibrada. Uma lembrança negativa pode ser levada como conhecimento. Por exemplo, um choque que você tomou quando criança que te lembra de não colocar o dedo na tomada. Mas também pode ser uma lembrança paralisante que cria e projeta sensações no seu corpo. Mesmo que não estejam mais acontecendo fisicamente mas te aprisionam em um looping de memórias.

Lidando com o Trauma

A memória traumática também, não necessariamente, diminui a intensidade ao longo dos anos. Muito pelo contrário, ela pode inclusive amplificar a toda vez que um gatilho desperta a enxurrada de emoções.

Existem diversas pesquisas neurológicas e terapêuticos que sustentam a ideia de que quando se tem consciência do trauma e consegue falar ou se expressar de alguma forma, facilita o tratamento desse trauma. Haja visto que o cérebro tem a capacidade de esconder da nossa consciência enviando para nosso subconsciente informações diversas. A pessoa precisa fazer um reaprendizado emocional.

Ressignificar é justamente fazer com que aquela lembrança pare de te prejudicar e te causar dor. A região chave para fazer essa alteração no cérebro é a chamada rota de sequestro neural, que é a região onde, além de guardar a informação da intensidade, é desenvolvida a capacidade de avaliação e ponderamento.

Com a Arcanjoterapia, somos capazes de acessar essas informações e energeticamente elucidar uma nova realidade do acontecimento, tratando as dores, devolvendo a paz e harmonia para o seu emocional.

Você também pode gostar: