Quando falamos sobre problemas psicológicos, podemos associar  normalmente à movimentação da nossa consciência pelo tempo. Ao ficarmos presos ou até apegados ao passado, não permitirmos que o passado de fato passe. E é com esse gatilho que doenças como depressão, fobias e até o Alzheimer podem se desenvolver. Já viver esperançosos pelo futuro, pode ocasionar em crises de ansiedade, transtornos obsessivos, inquietações e perturbações mentais.

Os seres humanos vivem no tempo, mas Deus nos destinou a eternidade. Ele deseja que nós atentemos a especialmente duas coisas: para a eternidade em si e para aquele ponto no tempo que chamamos de presente. O presente é o ponto em que o tempo toca a eternidade. Do momento presente, e dele somente, nós temos uma experiência análoga àquela que Deus tem da realidade como um todo. Somente no presente nos são oferecidas a liberdade e a realidade.

Apego Ao Passado

Com isso em mente, podemos pensar que às vezes somos tentados a nos desviar disso. Vivendo no passado (como alguém apegado a acontecimentos que já acabaram) ou sedentos pelo futuro. Portanto, para estarmos conectados com o divino, precisamos estar alinhados com a eternidade ou imersos no presente. E compreender que a eternidade nos pertence ou viver intensamente o agora. Em outras palavras, meditar sobre nossa união eterna com o universo. Ou ouvir nossa voz interna, resolvendo nossos problemas, recebendo o que a vida nos dá e agradecendo pelo prazer de estarmos aqui.

Temos conhecimento real do passado e sabemos que ele tem uma natureza determinada, sabemos que ele acaba, a ponto de “encontrar” com o presente. Devemos então, guardar o passado como boas recordações e motivações para seguir, isso é diferente de viver no passado. Tem que haver um equilíbrio. Se abster do hoje e do presente é um erro.

A nossa necessidade biológica pelo futuro faz com que todas nossas paixões e sonhos apontem para ele. De modo que o pensamento sobre o futuro inflame a esperança e o medo. Além disso, pelo futuro ser desconhecido por nós, também nos permite pensar em irrealidades e criar linhas de futuro que não condizem com a realidade. Pensar no futuro dessa forma desequilibrada, é o que menos se assemelha à eternidade. 

Vivendo no Futuro

O futuro é a parte mais inconstante do tempo, pois o passado está congelado e não flui mais, e o presente está todo iluminado pelos raios das possibilidades eternas. Claro que Deus quer que pensemos no futuro mas apenas o suficiente para planejar agora as bases dos trabalhos de amanhã. Não devemos entregar nosso coração ao futuro e depositar nele todo nosso tesouro, esforço e felicidade. O futuro é luz e um mar infinito de possibilidades mas temos que construir no hoje. Por mais que a gente pense, planeje e deseje, a ação tem que existir no hoje. O desejo de algo melhor deve existir mas não tem como obter esse futuro sem trabalhar e agir no agora. 

A partir do momento que nos dispomos a viver plenamente no presente, as divagações da mente não se transformam em perturbações. Devemos degustar, aproveitar, sentir o presente e a tudo o que está a nossa volta. E não permitir que a nossa mente viaje e se transporte no tempo se prendendo ao passado ou ancorando o futuro. Viver o presente é essencial para que a vida seja vivida de fato, esse é motivo de estarmos encarnados, para que experienciemos as coisas.

O Equilíbrio

Quando nossa relação com o tempo está equilibrada, devemos olhar com gratidão para o passado e com amor para o presente. Sabendo que o medo, a avareza, a luxúria e a ambição têm olhos para o que está por vir. Equilibre seus desejos e sentimentos, construa e semeie no hoje que com certeza o seu futuro será florido. O ideal é, tendo nós trabalhado o dia todo a favor da prosperidade futura, retornemos ao cultivo da paciência, honestidade, gentileza e gratidão no agora. Viver no presente é uma dádiva, o motivo da vida. 

Aprenda a estar e focar no momento presente se tornando mais eficaz. Entre em contato aqui com um Arcanjoterapeuta para que ele te ajude a resolver aquilo que te prende ao passado ou ao futuro. Liberte-se!

Escrito por: Equipe Arcanjoterapia

Você também pode gostar: